Jovem é presa após tomar remédio e matar bebê de 7 meses

0
376
Compartilhe

Uma notícia de um aborto em Porto Velho,capital de Rondônia,meche novamente com uma polêmica que divide os brasileiros em dois lados,aqueles que são a favor e aqueles que são contra o aborto.A Polícia Militar prendeu ainda na madrugada desta terça-feira uma jovem de 2 anos,que não foi identificado,por ter provocado um aborto em um bebê que já estava com 7 meses.Assim que a mulher chegou a Maternidade Municipal Mãe esperança,uma das medicas percebeu sobre o que se tratava e chamou os policiais.

De acordo com as informações das autoridades,a jovem chegou ao local com o feto expulso,mas ainda ligado ao cordão umbilical.A partir desse momento,a médica responsável pelo atendimento percebeu que a jovem tentou induzir o aborto.Após uma conversa,a mulher confessou que tomou três pílulas de um medicamento e colocou mais três na região íntima,para que o feto morresse e fosse expulso.

A jovem ainda tentou explicar-se.Conforme o seu depoimento,a gravidez aconteceu por causa de um estupro,e por conta disso,ela não queria ter a criança.Mesmo assim,os policias dizem não ter encontrado nenhum registro de violência sexual por parte dessa jovem.Os médicos contaram que o feto saiu vivo da mulher,mas que acabou falecendo logo depois.Ainda conforme os relatos,a jovem estava com 29 semanas de gravidez.

Compartilhe