Vladimir Putin autoriza prisão aos brasileiros acusados de machismo na Rússia

0
856
Compartilhe

Após vídeos machistas divulgados pelos brasileiros na Copa a jurista russa e defensora dos direitos das mulheres Alena Popova fez um abaixo-assinado pedindo a punição dos responsáveis. O caso gerou tanta repercussão no mundo que o atual presidente Putin em meio as crises financeiras do pais autorizou a prisão dos brasileiros.

Em entrevista concedida  nesta quinta-feira, 21, um dos  torcedores avaliou toda a situação, afirmou estar “arrependido”, mas ressaltou que tudo foi feito em clima de “brincadeira” em “um ambiente de festa e descontração”.

“Estou tendo o apoio de amigos e familiares para que esta situação termine o mais rápido possível”, disse Wilson por escrito e, em seguida ressaltou: “Peço desculpas aos ofendidos, em especial à sociedade russa”.

Sobre o momento em que o vídeo foi gravado, Felipe declarou que “todos estavam no clima de brincadeira, e tive a infelicidade de pronunciar algumas palavras impróprias. No mesmo contexto em que o vídeo foi gravado com as russas falando português, também gravamos vídeos no qual pronunciei palavras em russo do qual desconheço o significado”.

“TEMPESTADE EM COPO D’ÁGUA”

Felipe Wilson é o primeiro envolvido no vídeo machista que ganhou repercussão no país, gerando revolta nas plataformas digitais pelas palavras de baixo calão que os brasileiros induziram uma estrangeira a repetir no idioma português.

Anteriormente, o engenheiro civil do Piauí Luciano Gil comentou as imagens e tentou amenizar o clima afirmando que as pessoas “estão fazendo tempestade em copa d’água”.

Ainda segundo Luciano, ele tem recebido ameaças em seu perfil nas redes sociais e reiterou que está incomodado com a repercussão da gravação.

Compartilhe